quarta-feira, 15 de abril de 2009

DESTINO: Zürich - DESPEDIDA

Créditos: Flickr

Não tenho certeza se sei muitas coisas sobre despedidas, mas o que sei é que elas dóem muito. Tenho evitado pensar nas coisas como "difíceis", mas não posso negar: ver grande parte da minha família naquele aeroporto (Nina e Thi, vocês também são considerados nesse grupo, ok?), foi, e MUITO, difícil. É difícil olhar para trás e ver aquelas carinhas ao mesmo tempo tristes e sorridentes, inseguras e esperançosas. É difícil imaginar a falta que farão. E de repente, como num passe de mágica, qualquer lembrança desagradável se dissolve num oceano de lembranças maravilhosas, com direito a cheiros, sons, sabores e risadas. 

Talvez não tenha conseguido me despedir de todos os amigos e familiares da forma que eu gostaria, mas mando daqui um abraço bem apertado, cheio de saudades. E agradeço por toda a força que me deram e que ainda me dão, de forma consciente ou não. 

Agradecimentos sinceros também a esse Poder Maior que me guiou até aqui. Creio que possa ter duvidado de sua existência, já que o caminho até aqui foi, de certa forma, um pouco tortuoso. Porém, hoje estou mais do que certa que o meu Poder de viver e mudar é no "aqui e agora". Sou exemplo vivo de que a vida nos enche de surpresas e que, portanto, não há muito sentido em perder uma quantidade considerável de tempo planejando cada movimento. 

P.S.: Clarinha, Tia Elô, Biba... Obrigada por comparecerem no Gran Finale também... Sabem como AMO vocês.

2 comentários:

  1. Vaquinha, me emocionou!
    Eu te amo muito e tô sempre aqui torcendo pra que você seja sempre muito feliz.
    TE AMOOOOOOOOOOOOOOOOOO
    Nina

    ResponderExcluir
  2. AMO VC TBM, "ANÔNIMAAAA", RSRSRSRS
    AnôNINA!! dUUUURD


    Beijo na Bunda

    ResponderExcluir